Ficha Técnica

Quem Somos, Time Out Lisboa

Os responsáveis pela publicação que lhe chega às mãos todas as quartas-feiras.
Editorial
 
Director João Cepeda
Director Adjunto Ricardo Dias Felner
Sub-directora Ana Dias Ferreira
Editor Executivo Jorge Manuel Lopes
Editora Executivo Adjunto Tiago Pais
 
Temas Catarina Homem Marques
A Grande Alface Catarina Homem Marques
Na Cidade Mauro Gonçalves
Arte Miguel Matos
Livros Ana Dias Ferreira
Filmes Luís Salvado
Miúdos Helena Viegas
Palco Gonçalo Frota
Música Luís Filipe Rodrigues
Noite Luís Filipe Rodrigues
Gay Bruno Horta
Comer & Beber Inês Matos Andrade
Consumo Mauro Gonçalves
Televisão Rodrigo Nogueira
Listas Rui Rato, Renata Lobo
Copydesk Helena Soares
Colaboradores permanentes André Santos, António Pires, Hugo Pinto Santos, Manuel Morgado, Rui Lagartinho, Sara Figueiredo Costa, Sérgio Abranches, José Marmeleira, Pedro Gonçalves, José Carlos Fernandes, Lourenço Viegas, Rui Monteiro, Eduardo Mamede, Jaime Abreu, Jacinto Soares
 
Arte
 
Director Hugo Neves
Designers Luis Lima, Rui Pita
Coordenadora de imagem Joana Maciel
Fotógrafos residentes Gonçalo F. Santos, David Clifford, Ana Luzia
Tratamento de imagem Alexandre Rosário

Publicidade
publicidade@timeout.pt

Directora Ana Alcobia
tel: 21 359 3100
Directora Adjunta Cristina Mesquita
tel: 21 359 3110
Accounts comerciais
Rita Duarte tel: 21 359 3107
Mariana Jesus tel: 21 359 3109
Account financeira Michèle Boullier Faro
 
Marketing
marketing@timeout.pt

Directora Ana Alcobia
Coordenadora de Marketing Operacional Diana Martin
Assistente Rita Teixeira de Abreu
 
Assinaturas 
VASP Premium
Apartado 1172
2739-511 Agualva Cacém,
tel: 21 433 7036

Capital da Escrita Lda
Empresa Jornalística nº 223753
Registo de Título nº 125225
Gerente Delegada Cláudia Serra Campos
Secretária Carla Sá

Time Out Lisboa

 

Comentários

    Flora varela
    A Companhia d’Artes surgiu com o intuito de prestigiar e divulgar o artesanato  português, através da organização de eventos, tais como mostras e feiras de artesanato dentro da área da grande Lisboa, assim como uma oferta variada de workshops, onde ensinamos inúmeras técnicas de artesanato. Em materiais tão diversos como feltro, alcatifa industrial, tecidos, lã, EVA, biscuit, Fimo, barro, gesso, chacota, madeiras, cortiça, metais, pedras semi preciosas, entre muitos outros, ensinamos quem frequenta os nossos workshops, diversas técnicas artesanais para posteriormente trabalharem na área escolhida. Promovemos o trabalho artesanal, assim como os produtos e tradições tipicas portuguesas, oferecendo uma alternativa a quem necessita de  ter um hoby, ou mesmo uma forma de subsistência. Gostariamos por isso de vos pedir, se possível, que nos ajudem a divulgar o nosso projeto, partilhando as nossas páginas no vosso perfil do Facebook: https://www.facebook.com/companhiadartes/ https://www.facebook.com/groups/Companhiadartes/ Muito obrigado Atenciosamente p’la Companhia d’Artes
    23-01-2015 18:59:00

    Carlos Ribeiro
    Vanessa, as ideias não são protegidas, apenas o resultado das ideias é que o é, em termos de proteção da propriedade intelectual e da propriedade industrial. Se não fosse assim, a Vanessa não poderia copiar a ideia de pintar azulejos, porque alguém a teve antes. Quanto ao resultado das suas ideias, ie os azulejos propriamente ditos, os seus desenhos e padrões, se originais, constituem propriedade intelectual e estão automaticamente protegidos por lei; copiá-los é incorrer no crime de contrafação. Se tem um método *original* para pintar e/ou cozer os azulejos, ie uma invenção, então trata-se de propriedade industrial e precisa de patentear a invenção para se proteger.
    21-11-2012 15:28:00

    A/C Catarina Mendonça Ferreira e Director João Cepeda
    Boa noite, É com o maior respeito que envio esta mensagem ao v/ cuidado e aproveito desde já para felicitar o v/ trabalho que continua a ser de um excelente rigor, interesse e qualidade; Escrevo em resposta á ultima edição com o tema de Capa: Feiras, e é exatamente sobre esse tema que vos escrevo: Eu faço tambem artesanato, frequento varias feiras de lisboa e Li o artigo relativo á feira da Praça de Alegria e reparo que uma das Bancas que falam é de Azulejos do Álvaro de ALmeida, pois esse é o meu projecto e essa pessoa está neste momento a imitar e a utilizar a minha ideia, imita as minhas cores e todo o conceito criado por mim no mercado o que é bastante desagradável, O meu projecto existe já desde 2009 e aproveito para vos convidar a aceder á minha pagina de facebook para conhecerem mais pormenores; Estarei perfeitamente disponivel para comprovar esta realidade e não puderia deixar de vos informar para que estejam perfeitamente a par e saber a verdade desta situação Aproveito para deixar os meus contactos: Vanessa Marques Cabacinha Azulejos de Fachada Facebook / Azulejosdefachada@gmail.com 96 617 69 53
    23-10-2012 00:08:00

Insira o seu comentário






Captcha




© 2007 - 2015 Time Out Group Ltd. All rights reserved. All material on this site is © Time Out.